Projetos Cursos e Eventos Pesquisas e Publicações Redes e Parcerias

Canal de Videos


Campanhas

 

 

Redes Sociais

Acompanhe-nos no Facebook:

 

facebook Perfil Institucional

 

facebook Taramandahy - Fase II

 

12/09/2016

Anama inicia novo projeto com abelhas nativas sem ferrão

Com o apoio da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), a Anama dá continuidade às ações iniciadas há 06 anos de disseminação da meliponicultura, a criação racional de abelhas nativas sem ferrão. O projeto “Abelhas nativas sem ferrão - polinizadores da mata atlântica, pampa e agricultura” visa Incentivar e fortalecer a criação, manejo e conservação de meliponíneos (abelhas nativas sem ferrão) nos biomas Pampa e Mata Atlântica, como forma sustentável de geração de renda, conservação da biodiversidade e estímulo à percepção para o uso de elementos naturais das regiões abrangidas como fatores de desenvolvimento para as distintas comunidades envolvidas.

 

As abelhas nativas sem ferrão são os principais polinizadores da agricultura, Mata Atlântica e também para o pampa. No Brasil são encontradas cerca de 300 espécies, sendo 24 no Rio Grande do Sul e, dentro do estado, encontram-se principalmente no bioma Mata Atlântica e apenas 7 no pampa. Devido a sua importância para a perpetuação dos ecossistemas nativos e para a produção agrícola, a criação e manejo racional necessitam ser impulsionados. A ANAMA vem desenvolvendo projetos para disseminação e capacitação dessa prática (meliponicultura) nos dois biomas, capacitando as comunidades locais, focando nos agricultores e pecuaristas familiares, apicultores, professores, estudantes e indígenas (m’byá-guaranis). Os municípios abrangidos são Caçapava do Sul, no pampa e, Maquiné, na Mata Atlântica, envolvendo cerca de 30 beneficiários.

Maquiné é um município inserido entre a planície costeira e a encosta do planalto meridional, abrigando área núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica e comunidades tradicionais (quilombola, indígenas, agricultores familiares e pescadores artesanais). A economia está baseada na agricultura, principalmente olericultura, com algumas iniciativas de base ecológica. Boa parte de sua área é de preservação permanente (APP) e outras tantas estão susceptíveis a deslizamentos de encostas e enchentes. Neste cenário, a ANAMA desenvolve projetos que buscam conciliar as condições naturais, legais e oportunidades socioeconômicas, promovendo o desenvolvimento da meliponicultura desde 2010. O município de Caçapava do Sul, no Pampa, tem população rural em sua maioria composta por pecuaristas familiares, predominando uma matriz fundiária de pequenas e médias propriedades, com lavouras de subsistência e importante produção de mel. É uma região de extrema importância para a conservação da biodiversidade e, cuja mudança de modelo produtivo em curso, poderá gerar alto impacto para o ambiente e para a biodiversidade, ao substituir o campo nativo por lavouras de soja. No âmbito do Projeto RS Biodiversidade, sob responsabilidade da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Fundação Zoobotânica, a ANAMA desenvolveu entre 2015 e 2016, a capacitação em meliponicultura, para professoras, agricultores, pecuaristas e apicultores desse município.

 

Assim, como o apoio da FLD, este projeto dará continuidade às ações implementadas nos últimos anos para fortalecimento dessas comunidades, com monitoramentos técnicos de seus meliponários, adequação legal às normas vigentes no RS e promoção de seminário para intercâmbio entre as duas regiões.

 

 

 


 

 

:: VOLTAR PARA LISTA GERAL DE NOTÍCIAS

 

Ong ANAMA - RS - BRASIL| Todos os direitos reservados
   

Quem Somos

Área de Atuação
Onde Estamos
Equipe de Trabalho
Prêmios e Reconhecimentos

A Mata Atlântica

Localização
Ecossistemas
Relevância
Importância de Maquiné

Galeria de Fotos
Notícias
Contato
Mapa do Site
 

Ong Anama

 

contato@onganama.org.br
         

Criação e desenvolvimento: STA Studio | Hospedado por Median Host